5 maneiras de ser uma patinadora melhor!

Mais uma vez nos inspiramos no derbylife.com para fazer um post. Falaremos, como o próprio título sugere, sobre algumas maneiras de ser uma patinadora melhor! Quem dá a dica pra gente é a Homgoddess e claro, nós da Gray City Rebels colocamos também nossas opiniões sobre o que fazer para melhorar a patinação. Portanto, não iremos traduzir 100% do artigo, mas se você quiser lê-lo em inglês, é só clicar aqui!

Treino. Andar pelo parque. Fazer patinação de velocidade. Patinação artística. Arriscar andar no “gelo” (no Brasil?). Fazer jam skating. Correr loucamente de patins. Se aventurar na pista de street. Pegar um inline pra ver como é. Tentar slalom. Jogar hockey. O que isso tudo tem em comum?! São todas maneiras de melhorar a sua patinação de alguma forma: equilíbrio, passada e agilidade.

Nós da Gray sempre dizemos para as meninas que é super importante elas terem “quilometragem” no patins, isso quer dizer: andar bastante fora do treino e, sempre que puder, fazer alguma coisa sobre os patins. Essa já é uma forma de melhorar a patinação: PATINANDO. Mesmo que pareça que você está apenas dando uma volta no parque, você sempre voltará diferente desse passeio, irá perceber alguma coisa, algum movimento diferente.

Durante os treinos, queremos que as meninas sejam boas não apenas com um dos pés, mas com os dois. Não basta saber se equilibrar melhor com um pé, saber cruzar de apenas um lado e do outro cair facilmente…para ser uma boa patinadora, é preciso saber fazer as coisas tanto com um pé como com o outro.

imagem retirada do blog http://nikkeeboyle.wordpress.com . Da esq. para a direita Atomatrix (Fracture Mag), Quadzilla (Opox Magazine), Suzy Hotrod (Jules Doyle), Urrk’n Jerk’n (Dave Wood)

É agora que entra a parte da Homgoddess e suas dicas para o bom  desenvolvimento de habilidades:

Equilíbrio:

Equilibre-se em um pé na reta inteira.* Equilibre-se em um pé nas curvas.* Equilibre-se em um pé só até que você pare completamente. * Equilibre-se em um pé enquanto agacha.*Equilibre-se em um pé e faça zigue-zague sobre ele.*Se você tiver espaço, equilibre-se em um pé e balance a outra perna freneticamente, tentando se desequilibrar.* Patine com os dois pés no chão e encoste no seu dedão, primeiro o esquerdo, depois o direito, depois os dois e dê um impulso pra frente com seu peso (fazendo sticky skate).* Equilibre-se em um pé e toque na ponta do patins. Mantenha seu calcanhar no chão.* Equilibre-se em um pé e encoste na ponta do patins, alternando entre o lado do dedão e do dedinho.* Faça tudo isso de novo patinando para trás.

Cruzadas:

Faça “tesourinha”, ou o “oito”, assim ó: figure eight. * Equilibre-se na perna esquerda. Dê impulso apenas com a perna direita. * Equilibre-se na perna direita. *Dê impulso para a direita com o pé esquerdo, cruzando por trás do pé esquerdo. *Equilibre-se com a perna esquerda. Dê um impulso para a direita com o pé direito, colocando-o no chão como se você fosse fazer uma cruzada, mas sem levantar o pé esquerdo do chão.* Faça as curvas se equilibrando apenas no pé esquerdo, com a perna direita um pouco esticada como se você tivesse acabado de dar um impulso com a perna direita. Perceba o quanto do seu peso pode ser colocado nas rodinhas de fora do lado esquerdo, tente fazer isso agachada* Faça o mesmo com a outra perna. * Cruze devagar e de maneira exagerada, bem grande. * Mantenha-se abaixada e se equilibre em cada perna antes de colocá-la novamente no chão. *Cruzadas bêbadas (drunken sailor crossover); em outras palavras,cruze para a direita e, logo em seguida, para a esquerda repetidamente.* Cruze na direção oposta (sentido horário). * Cruze com as mãos nas costas.

Força/ Resistência:

Patine bem flexionada (skate low) com as 8 rodinhas no chão e dê 5 voltas, depois patine uma volta normalmente. * Patine nas curvas e agache nas retas, aproveitando o impulso que você pegou. * Agache nas curvas e patine nas retas. *Agache por uma volta inteira e patine a toda velocidade por duas voltas.* Pule sem parar durante um tempo. * Patine a toda velocidade por meia volta e veja se consegue fazer o plow stop bem rápido e parar.* Repita.*

Coisas para se fazer com uma amiga:

Siga o mestre. Faça exatamente o que sua amiga fizer com os pés, tente fazer isso de forma sincronizada. * Siga sua amiga bem de perto, o mais perto que conseguir. Fale pra ela variar a velocidade e tente não bater nela quando ela parar.* Patine bem ao lado dela. Cruze bem pequeno enquanto ela estiver do seu lado. * Agache e deixe sua amiga te empurrar pela pista (shopping cart). Equilibre-se em um pé nas curvas. Troque. * Peça para sua amiga segurar no seu quadril e a puxe pela pista. Fale pra ela se equilibrar em um pé nas curvas (se parecer que ela vai te puxar pra um lado e derrubar, ela precisa melhorar o equilíbrio). * Troque. * Vá para o meio da pista ou em algum lugar que você possa patinar pra frente e para trás. Comece a mais ou menos 3m de distância da sua amiga, patine em direção a ela e faça a transição quando você passar por ela. Mantenha contato visual durante todo o processo. Pare e repita do lado oposto. *

Coisas inusitadas e loucas de fazer:

Tem umas coisas que não são propriamente importantes ou necessárias para o derby, como algumas pessoas dizem, mas não seria animal se você conseguisse:

Patinar de costas tão bem quanto você patina de frente. * Acompanhar um jam skater só pra ver se você consegue repetir os movimentos loucos. * Patinar sideways. * Dançar sobre os patins com alguém. * Fazer o que apelidamos de “Bonnie D” (ou shoot the duck), assim ó. * Se equilibrar nas duas rodas da frente, ou nas duas de trás.*

Essas foram algumas dicas da Homgoddess. Esperamos que vocês tenham gostado e que tentem colocar algumas delas, se não todas, em prática! Sempre tem alguma coisa pra melhorar, algum detalhe pra acertar, algum dos dois pés que você pode se equilibrar melhor, essas coisas…

E aí, vocês tem alguma coisa muito estranha ou diferente que gostam de fazer sobre os patins?! Se tiverem, podem contar pra gente! 😉

Fechamos esse post com um vídeo das meninas da liga Helsinki, na Finlândia, jogando basquete com patins.

Advertisements

8º (e último!) motivo pelo qual você NÃO deveria fazer roller derby!

E chegou a hora que todos aguardavam! O último motivo pelo qual você não deveria fazer roller derby! Pega essa!

Você não pode se dar ao luxo de se machucar. Infelizmente, contusões acontecem, e quando elas acontecem, elas podem ser bem caras. Se você tem um trabalho físico (construtora, babá, massagista), uma contusão pode tornar impossível trabalhar por alguns dias, ou semanas, ou até mesmo alguns meses. E mesmo que você tenha um bom seguro saúde, muita coisa não é coberta – plano de saúde, bandagens, muletas, fisioterapia, acupuntura, etc. Se você não tem seguro, você pode acabar devendo milhares de dólares até por uma pequena contusão. Quebra meu coração incluir este motivo, mas é verdade. Se você não tem grana pra se machucar, você não deveria jogar roller derby. 

Mas se nenhuma dessas coisas forem verdade, então você definitivamente DEVERIA jogar roller derby. É difícil, e ocupa muito o seu tempo, e às vezes você vai chorar de frustração,  mas você também vai passar o seu tempo fazendo uma coisa super divertida e recompensadora com um grupo incrível de pessoas. Depois de quatro anos jogando, eu não consigo imaginar minha vida sem roller derby.

(Em Dash, jogadora da liga de Nova York Gotham Girls Roller Derby. )

Gostaram? A gente gostou tanto que vai deixar esses 8 motivos aqui no site pra todo mundo que um dia pensar em entrar em uma liga ler, refletir e ver se esse é mesmo o esporte pra você! 🙂

7º motivo pelo qual você NÃO deveria fazer roller derby!

Estamos na reta final, este é o 7º motivo pelo qual você não deveria fazer roller derby! Amanhã postaremos o último, e por hoje…segura o penúltimo:

  1. Você não aceita criticas. Se você é nova no derby, tem MUITA coisa que você não vai saber. Não é um esporte que a gente cresceu convivendo, então mesmo que você tenha um histórico de patinação ou de esportes em equipe, ainda vai ter um monte de coisas sobre regras e técnicas que você vai ter que aprender. E tudo bem! É uma das coisas que eu mais gosto sobre o esporte – sentir constantemente que eu estou aprendendo e crescendo. Mas parte do processo de aprendizagem é saber como aceitar feedbacks – mesmo que eles sejam negativos – com graça, e como usar esse feedback para ser melhor. Às vezes você vai receber conselhos ruins, e tudo bem também. Todo mundo ainda tá aprendendo a jogar o esporte, e pessoas diferentes tem estilos diferentes. Uma coisa que funciona pra você pode não funcionar pra outra pessoa. Mas mantenha a mente aberta, tente tudo pelo menos uma vez, e sempre se lembre de dizer obrigada quando alguém te dá um conselho.
Exatamente pelo roller derby ser um esporte novo, não há, aqui no Brasil, uma “autoridade”, alguém que possa chegar no treino e dar conselhos profissionais. As Rebels aprendem umas com as outras; algumas meninas se interessam mais por regra, outras se interessam pela patinação, por bloqueios, técnicas de jamming, etc… aprendemos todas juntas, ninguém acha que é mais que ninguém porque patina há mais tempo ou porque sabe mais regras ou porque é mais rápida.
O que queremos dizer é que dentro de uma liga, o mais legal (e o que mais empolga as meninas) é o fato de que todas podem ensinar e aprender, cada uma com o que sabe. Não é legal ter a presença de alguém que sabe patinar muito bem mas acha que já sabe tudo (ou que sabe mais que as outras), já que, pelo fato do roller derby não ser popularmente praticado aqui, essa pessoa não vai saber tudo o que há pra fazer no jogo (até a posição em que se patina é diferente da artística ou de quem veio do inline!). Agora, se a menina pensa que sabe muito mais do que todo mundo, você acha que a tendência dela é receber conselhos e feedback de quem ela considera ser “inferior”?! Hmmm…achamos que não.
Para fazer roller derby você tem que estar disposta a aceitar críticas (todas construtivas) para melhorar sua patinação, técnica, etc… há sempre algo que pode ser aperfeiçoado. 😉 E aí, acha que você encara a crîtica?

5º motivo pelo qual você NÃO deveria fazer roller derby!

Você já leu os últimos 4 motivos pelos quais você não deveria fazer roller derby, de acordo com a Em Dash? Então segura o 5º, rapá!

  1. Você não sabe jogar em equipe. O roller derby é extremamente cooperativo, e um time de jogadoras mais ou menos boas que estão totalmente sincronizadas e trabalham bem juntas normalmente irão vencer um time de patinadoras sensacionais que são lobas solitárias. Você pode ser uma estrela no derby, mas normalmente, são suas companheiras de time que te ajudam a brilhar.

É, todo mundo quer ser jammer pensando que vai ser o centro das atenções, que sem ela o time não marca ponto e, claro, pra quem assistiu “Whip it”, muitas meninas pensam que queriam ser como a Bliss. Calma, gente, não é bem assim!

Foto por Sean Hale

O roller derby é um esporte em equipe, e ninguém brilha sem suas companheiras. O que seria de uma jammer excelente se ela não tivesse suas bloqueios pra ajudar a limpar a track pra ela passar? E o que seria das blockers que adoram dar hits animais se a sua jammer não conseguisse se aproveitar disso pra passar? Cada um, em sua indivualidade, deve conseguir trabalhar em equipe para que seu time seja forte. Quanto mais você conhece seu time e suas companheiras, melhor vai ser o trabalho de vocês na pista.

Se você não curte esporte em equipe e não tem paciência pra trabalhar em grupo, tenta tênis, natação, golfe… Sei lá. Mas roller derby, sinto-lhe dizer, não vai ser pra você.

4º motivo pelo qual você NÃO deveria fazer roller derby!

E o 4º motivo pelo qual você NÃO deveria fazer roller derby, segundo a Em Dash,  finalmente está no ar!! Curiosa? Olha aí

  1. Você não tem grana. Você não precisa ser rica pra jogar roller derby nem aqui, nem na China, mas é um hobby super caro, e há algumas coisas que você simplesmente vai ter que pagar. Taxas, por exemplo. Elas normalmente variam de $20 a $50 por mês, dependendo da sua liga. Patins e equipamento de segurança podem encarecer super rápido, e quando seu equipamento fica gasto, eles precisam ser substituídos. Se você está num time que viaja pra jogar, os gastos podem aumentar bastante. Antes de você se comprometer a entrar pra uma liga, peça a alguém dessa liga te dizer mais ou menos quanto ela gasta por ano em derby, e aí tenha certeza de que está dentro do seu orçamento.

A gente sabe o quanto sofremos em um país como o Brasil quando queremos fazer roller derby. Realmente, é tudo muito caro pra gente, os equipamentos nacionais nem se comparam com os gringos e a gente acaba gastando uma grana em tudo e ainda em taxas caríssimas que pagamos quando tudo chega no Brasil! Não é fácil.

As Gray City Rebels entendem muito isso e a gente tem alguns patins e equipamentos pra alugar enquanto você não compra os seus, ou enquanto espera os seus chegarem. Acreditamos que você só se compromete de verdade quando está disposta a pagar essa facada, aquela história de que “se mexe no bolso, brasileiro se importa” e tudo mais, mas estamos aqui pra ver se isso é realmente o que você quer.

Ah, e lembre-se de comprar seus patins e equipamentos em lojas derby-owned, certeza que as meninas podem te ajudar muuuito! Aí do lado tem algumas dicas, dá uma olhada enquanto espera o 5º motivo! 😉

3º motivo pelo qual você NÃO deveria fazer roller derby!

Como vocês sabem, estamos postando os motivos pelos quais você não deveria fazer roller derby. O motivo de hoje é o terceiro de oito! Prestem bem atenção que esse é muito comum entre as meninas que se interessam pelo esporte (será que é realmente pelo esporte?!):

3. Você só quer usar meia arrastão e glitter. Roller derby é um esporte de verdade e a gente treina pra caramba. Se você não está interessada em ser uma atleta, você deveria arranjar um hobby diferente. Dito isso, se você quer treinar bastante E usar meia arrastão e glitter, então esse definitivamente É o esporte pra você.

Na nossa liga nós sempre deixamos claro que não priorizamos, de forma nenhuma, o visual. Estamos interessadas no esporte Roller Derby, e não no visual Roller Derby.  Nos treinos as meninas podem usar qualquer tipo de roupa que elas se sintam a vontade e que quiserem, e é muito comum nos primeiros dias elas aparecerem com meia arrastão, um visual menos esportivo e tal. Porém, com o passar dos treinos, é natural elas deixarem todos os “apetrechos” de lado e começarem a usar shorts, legging, camisetas mais largas, etc…até porque essas roupas acabam favorecendo a prática do esporte.

Com as Gray City Rebels, você aprenderá que o esporte é mais importante que o visual e, no fim das contas, conseguirá combinar os dois sem esquecer de patinar muuuuuito. A gente costuma dizer que você pode até entrar pro roller derby porque curte ou curtiu esse visual… Mas pra ficar, pelo menos com a gente, temos certeza que não vai ser por isso! 😉

2º motivo pelo qual você NÃO deveria fazer roller derby!

Foto por Tyler Shaw

Dando continuidade ao artigo fodíssimo da Em Dash sobre os motivos pelos quais você não deveria fazer roller derby, a segunda dica é bem importante e, se você realmente está pensando em começar a praticar este esporte irado, leve-a em consideração!

 

  1. Você não sabe apanhar. Não, sério. Se você não sabe apanhar, às vezes até ilegalmente, este não é o esporte certo pra você.

A gente recebe bastante emails de meninas interessadas, que viram “Whip it”, ou viram roller derby em algum lugar e algumas perguntam: “mas eu vou me machucar? será que eu apanho muito? eu sou pequena, as meninas maiores vão me empurrar?”.

GENTE! Claro que você vai se machucar, vai apanhar, as meninas maiores vão te empurrar… Mas você tem que saber que, se você está interessada em praticar este esporte, essas coisas vão acontecer. E podem ser hits legais, ou seja, permitidos pelas regras, mas poderão ter vezes que você vai tomar uma cotovelada ilegal, e vai ter que lidar com isso. É claro que não incentivamos de maneira nenhuma os hits ilegais, mas às vezes eles acabam acontecendo sem querer.

Se você quer saber quais são os hits legais, aparece num treino nosso! 😉

Amanhã vem o número 3! Aguardemmmmmm!