Somos aprendizes da WFTDA!

WFTDALogoWhiteBkrdApprentice2FNL

O ano de 2013 começou de uma forma muito especial para as Rebels! Sabe por quê?! Hoje saiu a lista de ligas aprovadas para serem Apprentice Leagues da associação internacional de roller derby flat track feminino, a WFTDA. Ou seja, as Rebels agora são parte da WFTDA, a federação que “cuida” do roller derby no mundo! Dá pra entender o quão importante é ter o nominho das Rebels lá no site?  😀

O que isso significa? Significa que demos o primeiro passo em direção ao reconhecimento internacional, bem como o nacional, e também em direção ao crescimento do esporte aqui na América Latina!

Ao sermos membros da WFTDA, teremos oportunidade para crescermos. Podemos participar de mais jogos se quisermos, (quase todos os que envolverem a WFTDA) e teremos acesso a recursos únicos e muito valiosos que visam o crescimento do esporte como um todo. Como o roller derby é uma comunidade que é baseada no espírito de equipe, nós poderemos entrar em contato com qualquer liga membro para pedir ajuda e conselho sobre qualquer coisa; jogos, equipamento, o que é necessário para sediar, com segurança e sucesso, um bout, entre outras coisas!  Não é demais?

Image

Nosso nominho no site da WFTDA junto com as outras ligas que foram aceitas!

Sem dúvida esse é o começo de uma grande jornada que tem como objetivo sermos “full member” da associação para termos a liberdade de jogar com as ligas grandes espalhadas pelo mundo! Para isso, teremos que suar muito e cumprir o plano de liga aprendiz!

Se você quiser mais informações sobre a associação gringa, WFTDA, ou não conhece e quer saber direitinho o que é, clique aqui e entre no site!

E você? Quais os próximos objetivos para a sua liga? 🙂

Advertisements

A importância das habilidades mínimas

Se você treina ou faz parte de uma liga de roller derby, você com certeza já ouviu falar da WFTDA. Se você já ouviu falar da WFTDA, você já ouviu as palavras “minimum skills”, ou “habilidades mínimas”. Pois bem, e o que você tem a ver com as habilidades mínimas? Neste texto abaixo, traduzido por nós e originalmente escrito pela galera da revista Canadense Green Wheels e publicado no próprio site da revista, vimos bastante do por que trabalhar com as habilidades mínimas na sua liga, mesmo que ela não seja uma liga da WFTDA.

A gente faz de tudo pra que as nossas jogadoras possuam essas habilidades mínimas (se você quiser saber quais são elas, é só dar uma olhada aqui), e adoramos este texto. E aí, concorda?

A importância das habilidades mínimas

Habilidades básicas, ou habilidades mínimas, são importante e intrínsecas para o roller derby. A associação de roller derby WFTDA (Women’s Flat Track Roller Derby Association) criou um padrão de habilidades mínimas (http://wftda.com/rules/wftda-rules-appendix-a-minimum-skill-requirements.pdf) para seus membros. Porém, como a maioria das ligas estrangeiras não fazem parte da WFTDA, por que você precisa seguir esse padrão? Bom, tecnicamente você não precisa segui-lo, mas ele é uma ideia super boa por várias razões.

A primeira e principal razão pela qual as habilidades mínimas são importantes é segurança. Nem todas elas têm uma relação específica com segurança, mas estão, de alguma forma, todas relacionadas a isso. Por exemplo, todas as quedas são uma questão de segurança. Sério, quem se importa se você sabe fazer a queda com dois joelhos mais fodona? Bom… os seus joelhos e as outras jogadoras que estão com você se importam. Cair de forma errada pode prejudicar seus joelhos a longo prazo (e algumas vezes, a curto prazo). Cair errado no meio do pack causa um grande perigo para todas as jogadoras.

A seguir, você entenderá por que algumas das outras habilidades podem ser relacionadas com a segurança das jogadoras na pista:

Você está caindo pequeno no meio do pack (ocupando o mínimo de espaço possível na pista). As seguintes coisas estão acontecendo ao mesmo tempo:

1. Você se coloca em uma situação de pouco risco ao:
a. manter todos os seus membros perto do seu corpo para que eles não sejam atropelados pelos patins;
b. se tornar  um obstáculo pequeno;

2. Outras jogadoras podem:
a. te pular;
b. desviar de você.

Dessa maneira, você evita um “montinho” que pode machucar um grande número de jogadoras de uma vez só. Sim, sim, a platéia adora ver os montinhos se formarem, mas eles devem ser evitados.

As habilidades mínimas são realmente o mais básico que pode ser exigido das jogadoras. Este fato me leva à outra razão pela qual tais habilidades são importantes: elas ajudam a garantir um campo de jogo equilibrado. Se você estiver sido convidado para jogar um amistoso ou um bout contra outro time, você pode ter a certeza de que todas as jogadoras possuem as habilidades mínimas. Porém, não cabe a você determinar se alguém contra quem você está jogando possui tais habilidades; cabe à liga dessas pessoas determinar isso e, no caso de um bout, cabe aos juízes. É aí que algumas incoerências se tornam óbvias: A WFTDA criou as habilidades mínimas, porém, ela não deixou claro o que é “passar” ou não no teste. Algumas, claro, não estão abertas a interpretação, como fazer 25 voltas em 5 minutos, pular a uma altura de 8 cm, entre outras. As habilidades que estão abertas à interpretações, como saber levar um hit, por exemplo, podem causar polêmica. O que uma liga considera ser “levar um hit de maneira segura” pode não ser o mesmo que outra liga considera. Mas, na minha opinião, é aí que a palavra “mínimas” se torna relevante.

Muitas ligas, especialmente as maiores e mais conhecidas, têm expectativas mais altas (e elas podem!). Elas não estão implorando por jogadoras como as ligas menores ou mais novas. Porém, isso não significa que as ligas menores tenham que estabelecer padrões mais baixos. Não mesmo. Na verdade, acredito que as ligas mais novas precisam criar suas próprias habilidades e expectativas fora do que já está padronizado, mesmo que as fundadoras não consigam cumpri-las.  Todas entram no roller derby para jogar, mas temos que ter certeza de que todas estão prontas para encarar o desafio.

Misturadas à segurança e ao campo de jogo equilibrado estão as exigências de jogo. A WFTDA não tem nenhuma exigência desse tipo, mas algumas ligas exigem algum tipo de experiência e habilidade com jogos para a jogadora ser colocada em um time. Ter as habilidades para jogar e colocá-las em prática num bout podem ser duas coisas completamente diferentes. Há uma razão pela qual as jogadoras são colocadas em diferentes categorias durante o Roller Con, Blood & Thunder Boot Camps, e alguns amistosos. Isso não está apenas ligado à segurança física e habilidades, mas também tem relação com o nível de jogo. Uma jogadora avançada pode causar bastante problemas para uma iniciante, mas o oposto também pode ser verdade. Uma novata que é lenta pode causar um perigo não intencional a uma jogadora avançada. Por outro lado, se você colocar um grupo de novatas juntas, patinando ao mesmo tempo, elas tendem a seguir o mesmo ritmo e reagir de forma parecida às diferentes situações de jogo.

As habilidades mínimas não estão aí pra assustar, especialmente se você tem se esforçado para aprender durante os treinos e se você teve um treinamento apropriado. Uma boa liga irá querer que CADA jogadora dê o melhor de si, mas as ligas em geral irão treinar apenas aquelas jogadoras que realmente querem ser treinadas e colocadas em seu limite. É importante lembrar também que nem todo mundo irá evoluir igual e ao mesmo tempo, mesmo que todas trabalhem extremamente duro para isso.

As coisas mais importantes para lembrar sobre as habilidades mínimas são:

1. As habilidades mínimas NÃO são um teste; são um padrão pelo qual as habilidades podem ser avaliadas.

2. As habilidades mínimas NÃO são uma punição; se você não passar e tiver que refazer todo o seu treinamento, você não está sendo punida.

3. As habilidades mínimas são necessárias para que você seja a ótima jogadora que você sabe que tem a capacidade para ser.

* Fonte: http://www.greenwheelsmag.com

Traduzido por: Gray City Rebels

Creative Commons License
A importância das habilidades mínimas by Gray City Rebels is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.
Based on a work at www.greenwheelsmag.com.

WFTDA Big 5 – The Championship!

Começaram ontem em Denver, no Colorado, as finais do campeonato de 2011 da WFTDA! Como vocês sabem, a WFTDA é a associação que cuida da categoria de flat track de roller derby no mundo todo, e todo ano eles promovem um campeonato que começa com os jogos das regionais (ligas competindo por região: leste, oeste, centro-sul e norte-sul) pra escolher as melhores de cada área que competirão pelo campeonato!

Os jogos começaram ontem e estão incríveis! O campeonato vai de sexta (ontem, 11 de novembro) à domingo (13 de novembro), com vários jogos durante o dia todo. Ontem foram 4 bouts para selecionar quem vai competir contra as melhores de cada região no dia de hoje, e a partir daí, as vencedoras de cada bout competem por um lugar na final. Pra entender mais, é só olhar na tabelinha aqui embaixo, já com os resultados dos bouts de ontem!

Big 5

Hoje os jogos começam logo mais: às 14h30 (horário de Brasília).  O primeiro bout das quartas de final vai ser das Texas RollerGirls contra Minnesota Roller Girls, que jogaram ontem e lutam por uma vaga na semi-final. Mas o bout mais esperado do dia (pelo menos por nós!) é o  das 16h15: a liga nova-iorquina Gotham Girls Roller Derby (em que uma das jogadoras é nossa coach do Team Brasil, aliás, a OMG WTF!) vai competir contra uma das favoritas do oeste, as Rocky Mountain Rollergirls!

Depois desse jogão, mais um bout para mais uma vaga na semi-final que acontece hoje mais tarde: Windy City Rollers, favoritas do centro-norte, jogam contra as que venceram ontem, as meninas do Kansas City Roller Warriors, que tentam seguir seu caminho pelos tijolos amarelos até a semi.

Mais tarde, às 19h45, o “derby-mom” team das Oly Rollers vem brigar pela sua vaga nas semi-finais contra as Philly Rollergirls, e esse é mais um jogo que você não pode perder!

As vencedoras destes quatro primeiros jogos competem ainda hoje na semi-final! O primeiro jogo da semi começa às 22h30 e o segundo começa às 00h15!

Quer assistir? Você pode ver ao vivo pelo live-streaming da WFTDA aqui neste link, e pode pagar US$30 pra assistir a versão HD dos bouts ao vivo e ainda ter acesso aos arquivos por mais 90 dias. Olha a imagem e vê se vale a pena!

Finalzinho de bout ontem: Kansas City vs Rose City Rollers empatados faltando 2:34 no relógio!

E aí? Vai perder? A gente não perde por nada!